viva! para lá da depressão

A saúde mental continua ainda associada a muitos medos e preconceitos, alimentados por um conjunto de falsas crenças (mitos), estereótipos, discriminação e estigma social, cuja origem é a falta de conhecimento e falta de compreensão sobre este tema.1

Isto traz muitas consequências negativas, tais como levar a que as pessoas não peçam ajuda ou que abandonem o seu tratamento, que tenham vergonha de falar sobre os seus problemas, se isolem, se sintam impotentes perante a sua situação ou que tenham ideias erradas sobre si próprias com base nesses preconceitos.2

 

É preciso evitar esta realidade e mudar a forma como olhamos para a saúde mental. Como?

Informando, alertando, compreendendo e acabando com os mitos.

Porque cuidar da saúde mental é crucial para que se VIVA mais feliz, com mais qualidade e com mais saúde.

 



MITO OU FACTO?

  • OS PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL SÃO RAROS
    OS PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL SÃO RAROS
    Os problemas de saúde mental afetam uma em cada quatro pessoas anualmente. Por isso, mesmo que não sofra de qualquer problema de saúde mental, é muito provável que algum amigo ou familiar seja afetados.3
  • AS CRIANÇAS NÃO TÊM PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL
    AS CRIANÇAS NÃO TÊM PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL
    As crianças, tal como os adultos podem ser afetadas por problemas de saúde mental, os quais podem ser produto de fatores biológicos, psicológicos e sociais.4
  • AS PESSOAS PODEM RECUPERAR DE UM PROBLEMA DE SAÚDE MENTAL
    AS PESSOAS PODEM RECUPERAR DE UM PROBLEMA DE SAÚDE MENTAL
    Muitas pessoas recuperam de um problema de saúde mental. A ajuda de um profissional de saúde e o apoio de familiares e amigos são passos importantes no processo de recuperação.3
  • O ESTIGMA E A DISCRIMINAÇÃO PODEM SER MAIS DIFÍCEIS QUE A DOENÇA
    O ESTIGMA E A DISCRIMINAÇÃO PODEM SER MAIS DIFÍCEIS QUE A DOENÇA
    Num inquérito recente, 58% das pessoas disseram que o estigma e a discriminação são igualmente prejudiciais, ou mais difíceis de lidar do que a própria doença. 87% dos inquiridos referiram ter sofrido discriminação devido a um problema de saúde mental.3
  • PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL AUMENTAM O RISCO DE DOENÇAS CRÓNICAS
    PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL AUMENTAM O RISCO DE DOENÇAS CRÓNICAS
    A saúde mental precária aumenta o risco de doenças crónicas, tais como doenças cardíacas, AVC e cancro.5
  • PESSOAS COM PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL SÃO VIOLENTAS
    PESSOAS COM PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL SÃO VIOLENTAS
    A grande maioria das pessoas com problemas de saúde mental não são mais propensas a serem violentas do que qualquer outra pessoa e esse estigma leva muitas vezes ao isolamento e à dificuldade em falar abertamente sobre a doença. De facto, as pessoas com doença mental grave têm 10 vezes maior probabilidade de serem vítimas de crimes violentos do que a restante população em geral.3,4
  • PESSOAS COM PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL NÃO PODEM TRABALHAR
    PESSOAS COM PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL NÃO PODEM TRABALHAR
    Os problemas de saúde mental não impedem as pessoas de trabalhar. Na verdade, muitas personalidades de sucesso, incluindo políticos, atletas famosos e líderes de alguns dos maiores negócios do mundo têm falado sobre as suas experiências e as suas lutas relacionadas com problemas de saúde mental.3
  • PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL SÃO SINAL DE PESSOAS FRACAS, COM FALTA DE CARÁCTER
    PROBLEMAS DE SAÚDE MENTAL SÃO SINAL DE PESSOAS FRACAS,  COM FALTA DE CARÁCTER
    Os problemas de saúde mental não têm nada a ver com ser preguiçoso ou fraco ou ter falta de carácter. Muitos fatores contribuem para problemas de saúde mental, incluindo: Fatores biológicos, experiências de vida, história familiar de problemas de saúde mental, entre outros. Pessoas com problemas de saúde mental podem melhorar e muitas recuperam completamente.4
  • O TRATAMENTO É UMA PERDA DE TEMPO
    O TRATAMENTO É UMA PERDA DE TEMPO
    Muito embora o tratamento para problemas de saúde mental varie de acordo com o indivíduo, podendo incluir medicação, terapia ou ambos, esse é o primeiro passo para o processo de cura e recuperação.4
  • EU NÃO POSSO AJUDAR NEM FAZER NADA
    EU NÃO POSSO AJUDAR NEM FAZER NADA
    Amigos e familiares podem ser cruciais para ajudar alguém a obter a ajuda que precisa. Como? Estando disponível para ouvir e ajudar, auxiliando a procurar ajuda profissional e ajudando a desconstruir mitos, preconceitos e estereótipos.4

 


A Angelini Pharma, nos últimos 50 anos, ganhou reconhecimento internacional pelos seus esforços substanciais para melhorar o tratamento de doentes com problemas de saúde mental e para combater o estigma da saúde mental.


Referência:

  1. ADEB. Estigma & Saúde Mental. [Online]. Acedido em maio 2022. Disponível em: http://www.adeb.pt/publications/estigma-e-saude-mental
  2. Saúde Mental PT. Combate ao estigma [Online]. Acedido em maio 2022. Disponível em: https://saudemental.pt/combate-ao-estigma/
  3. Time to Change UK. Myth Buster Flashcards. [Online]. Acedido em maio 2022. Disponível em: https://www.time-to-change.org.uk/sites/default/files/TtC%20quiz%20cards_0.pdf
  4. MentalHealth.gov. Mental Health Myths and Facts. 2022 [Online]. Acedido em maio 2022. Disponível em: https://www.mentalhealth.gov/basics/mental-health-myths-facts
  5. CDC. Mental Health Myths. 2021 [Online] Acedido em maio 2022. Disponível em: https://www.cdc.gov/mentalhealth/quiz/index.htm